Pais para Sempre

Associação para a defesa dos filhos dos pais separados

APpS

Direito dos Filhos

a livremente amarem os seus dois pais - pai e mãe

A Associação PAIS PARA SEMPRE é uma Organização Não-Governamental de âmbito nacional.

Tem por objectivo
assegurar às Crianças e aos Pais a regularidade, o significado e a continuidade dos contactos
dos filhos com os seus dois pais e com a restante família.


Pais para Sempre não é um grupo exclusivamente de mulheres ou de homens.
Muito menos se limita aos pais separados.

Defende aquilo que se sabe constituir a forma de melhor satisfazer o superior interesse da Criança, subscrevendo inteiramente a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, a Convenção para a Proteção dos Direitos Humanos e das Liberdades Fundamentais do Conselho da Europa, a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, a Carta Social Europeia e a Carta Social Europeia revista, a Convenção Europeia sobre o Exercício dos Direitos das Crianças e a Convenção sobre as Relações Pessoais relativas às Crianças.

 

A Lei Portuguesa prevê a possibilidade do exercício conjunto das responsabilidades parentais pelos dois Pais, esta oportunidade ainda é muito pouco aplicada.  Frequentemente, depois da separação ou divórcio, o pai é afastado de uma efetiva participação nas necessidades físicas, emocionais e educacionais dos seus filhos. Além disso o pai vê a sua relação com os filhos limitada a uma "visita" de quinze em quinze dias, o que não constitui uma vivência "normal", e não é, de forma alguma, satisfatória para a Criança.
É, também, demasiado frequente que muitos pais se demitam desse seu papel e acabem por "cortar" com os laços que os unem aos seus filhos, tornando-os "órfãos de pais vivos". Estas são situações extremamente perigosas, pelos danos que provocam nas crianças.

As Crianças têm o direito de serem amadas e educadas pelos dois Pais.

10 jul 1998

Direito
dos Filhos

Todas as Crianças e Jovens têm direito a manter contacto direto com ambos os progenitores e de serem amadas e educadas pelos dois Pais.

 

Parentalidade
Positiva

Comportamento parental fundado no respeito pelos direitos da criança que visa assegurar a satisfação das necessidades básicas através da protecção dos riscos e a criação de um ambiente que promova o seu desenvolvimento harmonioso, valorize a sua individualidade e autonomia.

 

Em defesa
dos Filhos

Justiça para a criança é inseparável da exigência do cumprimento de deveres por parte dos adultos.

 

Conceito
de Família

O termo “Família” é um dos mais emotivos do vocabulário humano. Considerando que a diversidade é a norma, o que define a família é o compromisso e a interdependência emocional e financeira dos seus membros.

Maus Tratos

Alienação
Parental

Cerca de 40% a 56% das Crianças filhas de Pais separados ou divorciados tomam o partido do progenitor guardião. Destas cerca de 16% padecem de Alienação Parental.