pais para sempre - parents forever

Jurisprudência
do Tribunal da Relação de Coimbra

 

            «I - O tribunal, quando chamado a intervir na regulação do poder paternal, deve nortear-se pela consideração plena e exclusiva do interesse do menor. 

             II - É muito complexo, na sociedade actual em permanente mutação, definir em cada caso qual é e onde se situa o interesse do menor que se encontra sujeito ao poder paternal.»

Acórdão de 2-11-1994
CJ 1994, 5.º-34



Pais Para Sempre
Associação para a Defesa dos Filhos de Pais Separados
Rua Actor Vale, n.º 26-2.º C
1900-025 LISBOA
e-mail: info@paisparasempre.org
http://www.paisparasempre.org/

lapps.jpg